87%
AnálisesCine & SériesDestaques

Análise a ‘Quiz’

Disponível na plataforma da HBO, Quiz é uma minissérie de três episódios que relata o escandâlo da versão britânica do concurso Quem Quer Ser Milionário quando um concorrente conseguiu viciar o seu caminho da conquista do prémio máximo de um milhão de libras. Criado por James Graham, baseia-se na peça de teatro epónima, também de sua autoria, contando com um sólido elenco liderado por Matthew McFayden, Sian Clifford e Michael Sheen.

Apesar de se basear em factos verídicos, Quiz consegue, num curto espaço de tempo, apresentar os eventos da trama numa voz própria capaz de agarrar o interesse da audiência desde o seu início. Não se limita somente a narrar o episódio de Charles Ingram (McFayden), o participante que conseguiu beneficiar de ajudas ilícitas, oriundas de um plano meticuloso, que o fizeram colocar as mãos no cheque de vencedor chorudo. Procura também explorar os bastidores do programa e dar a conhecer a história de como surgiu a ideia, espelhar a pressão da sua produção, bem como o processo de escolha dos concorrentes, facilmente manipulado pelos então obcecados fãs de desafios triviais.

Além disso, consegue transcender a sua qualidade documental para uma obra trágico-cómica. Para tal, serve-se da combinação de elementos de drama, muito presentes na vida pessoal de Ingram e da sua mulher, Diana Pollock (Clifford), com um especial toque de humor em certas narrativas paralelas, e os sempre necessários suspense e tensão. Nesses momentos, a introdução de algumas personagens secundárias, que também acabaram por impactar o destino do casal, acaba por beneficiar o enredo ao criar imprevisibilidade num relato autêntico, e com desfecho conhecido.

A escrita dos diálogos também se apresenta como um ponto positivo surgindo com bastante naturalidade e como componente essencial para darem a conhecer os traços dos protagonistas ao público. Já as próprias cenas do concurso são replicadas ao pormenor, quase como se estivessemos a assistir a imagens de arquivo. Para isso também contribuiu uma minuciosa realização, um excelente guarda-roupa e as performances de MacFayden e de Sheen como Chris Tarrant, o então apresentador de Quem Quer Ser Milionário, versão Reino Unido, em 2001. Conseguem apoderar-se até dos mais pequenos trejeitos, num meritório esforço para encarnarem versões bastante credíveis das personagens que interpretam.

Todos estes fatores permitem criar um ambiente propício à fácil aceitação e digestão dos acontecimentos, numa narrativa ligeiramente desconstruída e que vai alimentando a curiosidade da audiência durante os três episódios. Pode não ser uma série para todos os gostos, nem muito provavelmente acabará por atingir o patamar de mainstream como outras obras semelhantes do catálogo da HBO fizeram, Chernobyl à cabeça. No entanto, pela sua curta duração, bem como pela história bizarra e caricata, recomendo Quiz a quem procure entretenimento rápido e acessível. Será, certamente, um dos pontos altos da plataforma em 2020.

Quiz

Uma minissérie divertida e, em parte, educativa, que garante entretenimento fácil e acessível para todos.
80%

Argumento

90%

Emoção/interesse na narrativa

80%

Imagem

90%

Diálogos

95%

Atuação do elenco

Pontos Positivos

  • +Diálogos
  • +Humor
  • +Guarda-roupa
  • +Performance do elenco
  • +Capacidade em manter curiosidade ativa

Pontos Negativos

  • -Nada a apontar
87%
Sobre o autor

Artigos

Durante grande parte do seu dia, o Guilherme é analista de mercado numa multinacional tecnológica, enquanto se refugia na Netflix e salas de cinema durante o seu tempo livre. Por outras palavras, o Guilherme equilibra uma profissão que nunca imaginou ter, numa área na qual nunca imaginou trabalhar, com momentos de lazer onde se dedica a escrever, aquilo que sempre sonhou fazer. (o Guilherme nunca disse que queria ser poeta)
Avatar

Utilizamos cookies para o devido funcionamento do nosso site. Ao utilizares o oitobits.io aceitas os nossos termos e condições.